Fale com a gente Segunda a Sexta das 8h às 18h

 

  1. Black Friday Tudo de Bicho
    A Black Friday da Tudo de Bicho está encerrada. Fique atento(a) para a Black Friday de 2020. Cadastre-se abaixo e fique sabendo antes de todo mundo!
    Se você tem dúvidas sobre a Black Friday, deixamos algumas informações aqui, é só rolar a página ;)

     

  2. Compromisso da Tudo de Bicho com a Black Friday

 

A Tudo de Bicho fará sua 3ª edição da Black Friday no ano de 2020. Desde a primeira campanha, nos certificamos em garantir o melhor desconto com as melhores condições de pagamento para nossos clientes. Na edição de 2019, fizemos uma campanha que durou o mês inteiro (Black November TDB), com descontos de até 40% em produtos como Antipulgas Bravecto, Nexgard, SimparicApoquel, Fortekor, Comfortis, Condroton, Feliway e tapetes higiênicos

Para você que não abre mão de cuidar do seu bichinho e ainda gosta de descontos (quem não gosta, não é?), a Tudo de Bicho é o lugar perfeito! Além da Black Friday, nós sempre criamos ofertas especiais! Fique atento(a) em nosso site e siga a gente nas redes sociais!

 

Nunca comprou conosco? Então toma 10% de desconto para você:
Use o cupom “BEMVINDO10” e ganhe 10% off na primeira compra.

 

Siga a gente nas redes sociais:
Facebook: (https://www.facebook.com/tudodebicho/)

Instagram: (https://www.instagram.com/tudodebicho/)
 

 
  1. O que é Black Friday?

 

A Black Friday é um dia inteiro de promoções realizado por diversas empresas do Brasil e do mundo.
Mas nem sempre foi assim. A Black Friday começou nos Estados Unidos, tradicionalmente após o Dia de Ação de Graças (o famoso Thanksgiving day) e se espalhou pelo mundo todo graças ao grande sucesso das lojas estadunidenses e a constante evolução dos meios de comunicação.
No Brasil, a Black Friday começou em 2010, uma ação 100% digital e que envolveu aproximadamente 50 empresas. Mas foi apenas em 2013 que a data começou a tomar força em terras tupiniquins e diversas empresas começaram a aderir à data, batendo o recorde de vendas.

Hoje em dia, a Black Friday continua batendo recordes e os consumidores estão cada vez mais atentos aos descontos que realmente são vantajosos. 

 
  1. Como funciona a Black Friday?

 

A Black Friday é uma data em que todo o mercado varejista se movimenta para oferecer descontos altos para seus consumidores. Nesta data, que costuma ser a última sexta-feira do mês de Novembro, os sites de e-commerce e também as lojas físicas, recebem um grande número de visitantes.
 

  1. Como identificar uma oferta de Black Friday?
     

Sim, a Black Friday é a oportunidade ideal para adquirir produtos por preços baixos. Não é atoa que tem quem espere por ela o ano todo, não é mesmo?
No entanto, é preciso estar alerta, uma vez que na internet encontramos diversas lojas pouco confiáveis que podem trazer sérios prejuízos e enganar você, consumidor. Por isso, é essencial saber identificar uma oferta legítima.
Para começar, o primeiro alerta é: tenha certeza da origem da promoção! Se recebeu um link no whatsapp, primeiro confirme se ele direciona para um site seguro. Se foi impactado por um anúncio no facebook, observe se pertence ao perfil oficial da loja, e o mesmo vale para demais anúncios, quando estiver navegando. Sempre atento se a oferta é proveniente de uma loja oficial. 

 
  1. Dicas para não cair na #BlackFraude e aproveitar as melhores ofertas.

 

Com a intenção de reduzir o número de consumidores lesados nessa época, preparamos algumas dicas para fugir de pegadinhas e fraudes:
 

1 - Cheque os preços dos produtos antes da Black Friday, assim você terá certeza de que os descontos são verdadeiros e não trata-se do conhecido golpe “metade do dobro”.

 

2 -  Certifique se a loja possui uma conexão criptografada, conferindo a presença do ícone de cadeado fechado, verde ou cinza, ao lado da URL (endereço). Isso o torna um site seguro. 

Verifique também se essa URL apresenta o termo "https", que representa um certificado digital SSL, garantindo a proteção dos seus dados bancários ou do cartão e evitando que sejam roubados ou até mesmo clonados. 

 

3 - Confirme se a loja informa todos os seus dados no site. Existe uma lei que garante o acesso do cliente a informações como endereço, número de telefone, razão social e CNPJ.

É possível verificar esses dados no site da Receita Federal. E atenção, se a situação do e-commerce ou empresa constar como “baixada”, “cancelada” ou “inativa”, aconselhamos a não correr o risco. Ah, no site do Procon-SP você encontra uma lista de sites que devem ser evitados! #ficaadica 

 

4 - A reputação da loja é tudo! Busque por comentários e avaliações em sua página do Google, Facebook, Instagram, LinkedIn e Reclame Aqui. Desconfie daquelas que possuem poucas ou nenhuma avaliação e reclamações sem resposta ou solução. 

 

5 - Priorize os prazos de entrega, troca e devolução. Saber a política da empresa é essencial, desta forma, você evita dores de cabeça futuras. E não se esqueça, na dúvida, recorra ao SAC antes de efetuar a compra. 

 

6 - “Pé atrás” se a empresa pedir dados além do que é normalmente exigido para comprar um produto. Tome cuidado, pois pode significar uma tentativa de phishing, uma técnica de fraude online para roubar informações pessoais. 

 

7 - Guarde prints de todo o processo do seu pedido. Vale printar e salvar todas as informações recebidas durante a compra e, sobretudo, da autorização do pagamento por seu banco. Um bom cliente, acompanha o status do pedido e se mantém atualizado. Isso garante argumentos e provas contra qualquer falsa afirmação da loja. 

 

A Black Friday é um prato cheio para cibercriminosos e golpistas, então vamos todos nos prevenir, certo?! 

 

Perguntas frequentes

 

1 - Que dia acontece o Black Friday?
No Brasil acontece sempre na 4ª sexta-feira de novembro. Para 2020, o evento foi programado para a última sexta-feira do mês, portanto vai acontecer em 27/11. Mas fique atento, assim como a Tudo de Bicho, muitas lojas oferecem um mês inteiro de ofertas especiais. 

 

2 - Quais são os direitos básicos do consumidor na hora da compra?
O Código de Defesa do Consumidor (CDC) estabelece que, antes de comprar um produto ou utilizar um serviço, o consumidor deve ser avisado pelo fornecedor sobre as seguintes informações:
- Possíveis riscos que determinado produto oferece à saúde ou à segurança;
- Uso adequado e orientações necessárias sobre o produto ou serviço;
- Dados claros e precisos quanto a quantidade, peso, composição, preço e modo de utilização;


E ainda, garante ao consumidor, direitos, tais como:
-Total liberdade para escolher o item de sua preferência, sem interferência do fornecedor.
- Proteção contra a publicidade enganosa ou abusiva. Ou seja, todo e qualquer anúncio deve corresponder àquilo que foi descrito. O consumidor deve exigir que tudo prometido seja cumprido, do contrário, tem o direito de cancelar a compra, receber reembolso ou dependendo do proceder da situação, indenizado pelos danos morais sofridos.

 

3 - Caso um consumidor se sinta lesado, o que ele deve fazer? A quem procurar?
Se você entrou em contato direto com o fornecedor, formalizou sua reclamação e não houve resolução do caso, procure o Procon (Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor) de sua cidade, além de consultar um advogado.
Tenha em mãos os seus documentos, informações de identidade da empresa, provas que evidenciem o descaso do fornecedor, nota fiscal (se possuir), e, por fim, uma exposição formalizada sobre o que ocorreu. 


No caso de compras pela internet, vale destacar:
O art. 49 do CDC dispõe que, quando o contrato de consumo for concluído fora do estabelecimento comercial (internet, telefone), o consumidor tem o direito de desistir do negócio em sete dias, contados a partir do recebimento do produto ou da assinatura do contrato, o que é chamado de "período de reflexão".


4 - Uma loja pode anunciar preços diferentes para vendas na internet e na loja física?
Sim. Mas o conteúdo informativo e a comunicação da loja deve ser muito clara e precisa. Caso isso não aconteça, o consumidor poderá exigir o menor preço ofertado.

5 - Todos os produtos da loja deverão estar em oferta?
Não. As promoções e descontos dependem exclusivamente das lojas participantes, e por isso é comum apresentar valores diferentes e variáveis. Porém, os itens que estiverem com oferta ativa, deverão ser informados de forma clara e objetiva.

6 - O que fazer se o produto chegar com defeito?
A loja ou o fabricante deve reparar a falha em até 30 dias. Se o conserto não ocorrer neste prazo, o consumidor poderá escolher entre três opções: exigir sua troca por outro produto em perfeitas condições; a devolução integral da quantia paga; ou o abatimento proporcional do preço.

 

7 - O que fazer se a compra for cancelada?
Novamente fazendo referência ao Código de Defesa do Consumidor: todas ofertas devem ser cumpridas. Sendo assim, não há justificativa para o cancelamento da compra. Caso isso aconteça, o cliente pode exigir a entrega do produto ou o estorno da quantia paga. 

 

8 - Qual o prazo de entrega dos produtos comprados na Black Friday?
A empresa em questão pode estabelecer qualquer prazo de entrega do produto, uma vez que este varia de acordo com suas políticas. O que não é permitido é o descumprimento do prazo acordado ou a alteração do status da compra para “prazo indefinido”. Por isso é sempre recomendado, “printar e salvar” o checkout de sua compra, ou seja, a finalização com todos os dados do seu pedido. 

 

9 - E se a loja atrasar a entrega? O que fazer?
Segundo o Código de Defesa do Consumidor (CDC), o atraso na entrega caracteriza descumprimento de oferta. Permitindo ao consumidor, exigir outro produto equivalente ou desistir da compra, com restituição integral do dinheiro pago, incluindo o frete, assim como eventuais perdas e danos decorrentes da demora.
É recomendável enviar a solicitação à loja formalizada por escrito, via e-mail ou pelo canal principal de atendimento da empresa, garantindo assim um comprovante da reclamação. Se não for providenciada qualquer medida por parte do fornecedor, procure seus direitos por meio do ProCon, ou consulte um advogado, para levar o caso a justiça.

 

10 - O que é Cyber Monday?
É a queima de estoque das mercadorias que não foram vendidas durante a Black Friday, por isso acontece na segunda-feira seguinte. Apesar do nome, os descontos não se limitam a produtos eletroeletrônicos, mas sim a ofertas no geral.